Cambios climáticos y aumento de la vegetación en la Península Fildes, Antártica

  • Carina Petsch Departamento de Geociências, Universidade Federal de Santa Maria, Santa María, Brasil/ Centro Polar e Climático, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-1079-0080
  • Maria Eliza Sotille Centro Polar e Climático, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-2965-8004
  • Rafaela Mattos Costa Centro Polar e Climático, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil.
  • Katia Kellem da Rosa Centro Polar e Climático, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil. http://orcid.org/0000-0003-0977-9658
  • Jefferson Cardia Simões Centro Polar e Climático, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil. http://orcid.org/0000-0001-5555-3401

Resumen

O objetivo do artigo é avaliar a variação de área e localização dos campos de musgos na Península Fildes, Antártica, utilizando a técnica de NDVI e imagens LANDSAT, para o período 1986 - 2016, frente a cenários de mudanças climáticas. A técnica de NDVI foi aplicada em 7 datas de imagens LANDSAT e os produtos foram avaliados pelo índice Kappa. A área de vegetação aumentou de 1,5 para 2,7 km² no período. Os resultados do índice Kappa indicam a variação entre 0,81 a 0,93 de acurácia, com mais de 70% das áreas mapeadas indicadas acima de 0,1 (área muito provável de vegetação). Os maiores campos de musgos (83% daqueles de maior dimensão) se localizam na porção orientada para o estreito de Drake e estão associados à umidade e vento proveniente do oceano. Há maior quantidade de matéria orgânica e formação de alagados nos paleovales em “U” voltados para o Drake, contribuindo para a fixação da vegetação. Os campos de musgos continuarão a aumentar ou haverá modificação da sua localização diante de cenários de retração da geleira local Collins e o consequente aumento da disponibilidade de água líquida e sedimentos no ambiente proglacial e periglacial.
Palabras clave Campos de musgos, NDVI, península Fildes
Compartir
Cómo citar
Petsch, C., Sotille, M., Mattos Costa, R., Rosa, K., & Cardia Simões, J. (2019). Cambios climáticos y aumento de la vegetación en la Península Fildes, Antártica. Investigaciones Geográficas, (57). doi:10.5354/0719-5370.2019.52147
Sección
Artículos originales
Publicado
2019-07-09